Pages

Friday, June 3, 2011

Papel

Apesar de praticamente se encontrar tudo online, inclusive versões bem mais baratas das próprias revistas, eu sou uma adicta a papel. Já com livros é igual.

Para mim ler, seja uma obra literaria seja revistas de moda, é no papel. Gosto de mexer de brincar com a ponta da págia seguinte enquanto leio, enfim...é uma relação especial da qual acho que nunca serei capaz de abdicar.

Como as revistas são mais que muitas, e baratas (se comprarmos 1, mas se comprado 4 ou 5...lá se vai o barato) opto sempre pelas minhas 2 preferidas, as outras, vou comprando conforme me dê na telha...a pior de todas para mim é, vejam lá...a Vogue. É um contracenso, essa devia ser a minha preferida na teoria, mas, pelo menos a versão portuguesa, sempre que a compro no fim de a folhear sinto-me insatisfeita. O mesmo não acontece com as edições da Vogue internacionais que faço questão de comprar (e "acartar" com elas.... minha nossa o peso com que ando em viagens as vezes a conta das revistas...) ou quando tenho de ir esperar alguém ao Aeroporto. Ainda estou a tentar compreender este "processo".

A Happy por outro lado, é a mais útil de todas, imensas dicas e sugestões à medida na nossa carteira (ao contrário da Vogue, que está repleta de coisas só para ver, nem vale a pena desejar que não vão fazer pop up das páginas para o nosso closet...). A Máxima é a que tem melhores artigos, é desde sempre a minha favorita, porque é interessante e tem excelentes reviews e comparativos e um equilibrio entre o possível e o impossível em termos de sugestões.

As babes deste mês

Lindas!!!

kiss

PS: Para deixar comentários têm de clicar no link está no topo deste post, logo por baixo do título ;)

1 comment

  1. Também não consigo deixar de comprar em formato papel, é muito melhor!

    Quanto às revistas, a Happy tem sido a minha de eleição. Tem óptimas dicas e é muito mais real no que toca a preços. Não mostra apenas artigo carissimos como a Vogue!

    ReplyDelete